domingo, 29 de junho de 2008

MANOEL ROOS





Eu conheço um sábio, mas muitos não!
Pois no calar também o tolo sábio parece.
Não o é pelo seu andar,
Pois seus passos são silenciosos.

Uma vez me perguntei porque prefere as madrugadas.
Não o sei, talvez nem ele bem o saiba,
Mas nunca achei que fosse um hábito,
Pois homem se fez nos trabalhos.

Retrucar-me-ão talvez:
O conheces tu?
Diria:
Tive o privilégio de ouvir-lhe.

E guardei bem dentro aqui
E não houve um dia desde então
Que não tenha lutado a boa batalha
E buscado o que me ensinou.

Se o vejo sempre?
Não!
Mas o tenho
E agradeço a Deus pela benção.


PAULO ROBERTO WOVST LEITE
Homenagens

2 comentários:

  1. Lindo, me emocinou... obrigado!

    ResponderExcluir
  2. Que bonito..colocar papai em letras e tao perfeito :)
    Todos o temos mesmo distante!

    Abracos,

    Su

    ResponderExcluir